Carta ao Movimento Nacional de Pós-Graduação

Carta ao Movimento Nacional de Pós-Graduação


Entre os dias 3 e 6 de maio de 2012, aconteceu em São Paulo o 23º Congresso Nacional de Pós-Graduandos, contando com cerca de 300 delegados de vários estados brasileiros. Sob o título de “Desafios Brasileiros”, o congresso coordenado pela gestão da Associação Nacional de Pós-Graduação pretendia pautar o Plano Nacional de Pós-Graduação, assim como a situação do pós-graduando no Brasil e seguir organizando o movimento nacional de pós-graduandos, com a eleição de nova gestão para a entidade. Uma de suas principais bandeiras dos últimos meses foi a campanha por aumento das bolsas de pesquisa CAPES e CNPq, medida considerada essencial para melhorar a valorização da produção de pesquisa no país.
Anúncios

Carta sobre a deflagração de greve dos pós-graduandos da UFPR

Carta sobre a deflagração de greve dos pós-graduandos da UFPR

 

No dia 31 de maio de 2012, nós, estudantes da Pós-Graduação da UFPR, reunimo-nos em assembleia convocada pelo Fórum de Pós-Graduandos e decidimos pela deflagração da greve dos estudantes de Pós-Graduação dessa instituição, bem como apoiar incondicionalmente a greve nacional dos docentes e servidores das IFES. No entendimento da assembleia, a greve não é apenas justa, mas sobremaneira necessária e urgente, haja vista as condições do trabalho docente que de forma concreta e direta afeta tanto a qualidade do ensino como a formação de todos os alunos. Também apoiamos as decisões tiradas na assembleia geral dos estudantes do dia 29 de maio de 2012, assembleia na qual se encaminhou greve estudantil na UFPR.

Continuar lendo

Nota oficial de deflagração de greve dos estudantes de pós-graduação da UFRJ

NOTA OFICIAL DE DEFLAGRAÇÃO DE GREVE DOS ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFRJ

 

No dia 29/05, nós, estudantes da Pós-Graduação da UFRJ, nos reunimos em assembleia convocada pela Associação de Pós-Graduandos – APG-UFRJ e decidimos deflagrar greve dos estudantes de Pós-Graduação dessa instituição, bem como apoiar incondicionalmente a greve nacional dos docentes das IFES que tem como reivindicações a reestruturação da carreira docente, a valorização do piso e incorporação das gratificações e a melhoria das condições de trabalho e estudo para estudantes, funcionários e professores.

Continuar lendo

Moção De Apoio À Greve Dos Professores

Moção De Apoio À Greve Dos Professores

Em assembleia realizada em 24 de maio, estudantes de 12 programas de pós-graduação da UFPR decidiram manifestar, por meio desta moção, a solidariedade e o apoio à greve dos docentes das Universidades Federais.

No entendimento da assembleia, a greve não é apenas justa, mas sobremaneira necessária e urgente, haja vista as condições do trabalho docente que de forma concreta reverbera na qualidade do ensino e na formação de todos os alunos.

De forma mais ampla, a greve nas universidades abre espaço para um momento de reflexão em que toda a comunidade acadêmica precisa unir forças, estabelecendo um coletivo forte e vigoroso de luta para o enfrentamento da hegemônica e crescente precarização do ensino no país. Essa situação reverbera inevitavelmente nos direcionamentos das práticas educativas e de pesquisas da pós-graduação, revelando em última análise uma lógica produtivista que assola o dia a dia de nossos docentes e nos extirpam a possibilidade de construções cientificas comprometidas com a transformação da realidade.

Nesse contexto, em que os docentes de mais de 45 Universidades Federais estão em greve, o apoio e a solidariedade dos estudantes se fazem necessários, para que o próprio movimento dos professores ganhe força e que o Governo dê mais atenção a essa categoria que hoje conta com um dos piores salários e piores planos de carreira dos servidores públicos.

Dessa forma, os estudantes da pós-graduação manifestam seu apoio incondicional e irrestrito à greve dos professores, colocando-se junto desse movimento, de forma imediata, na luta por suas pautas e, de forma mais universal, para o combate a uma tendência que se alastra impetuosamente nos espaços acadêmicos, tentando, por meio das mais ardilosas estratégias de precarização do ensino, conter o caráter emancipatório e criativo da educação.

Sem mais,

Assembleia Geral da Pós-Graduação

Curitiba, 24 de maio de 2012.